Humor é a vitamina da longevidade

Humor é a vitamina da longevidade
Foto: Prostockstudio | Dreamstime
Victoria Mamaeva
Pharmaceutical Specialist

Humor é uma atitude gentil e positiva, uma paleta brilhante de uma vida chata, alívio de um humor depressivo e liberdade diante de dificuldades.

Muitos estudos mostraram que o humor pode tornar as pessoas felizes e saudáveis, o humor pode aumentar a confiança e a coragem das pessoas que já estão doentes para combater a doença, e o humor também pode facilitar a adoção de um estilo de vida saudável, prolongando a vida.

O humor é uma boa maneira de prevenir doenças

Na vida em rápida mudança da sociedade moderna, muitas pessoas se sentem física e mentalmente exaustas, e o estresse prejudica a saúde o tempo todo. Um estudo inicial publicado no Journal of the American Medical Association descobriu que o estresse aumentou o risco de 41 tipos de doenças autoimunes em 36%, como psoríase e artrite reumatóide.

Este estudo é o resultado de pesquisadores comparando mais de 106.000 pacientes com transtornos de estresse com mais de 1 milhão de pessoas sem transtornos de estresse. Por que o estresse causa doenças autoimunes? Alguns cientistas sugerem que a pressão alta causa mudanças no estilo de vida, como sono ruim, descontentamento e embriaguez.

Foto: Bowie15 | Dreamstime

Neste momento, o riso é a melhor arma contra o estresse. Um artigo publicado no British Heart Journal afirma que o riso pode melhorar a saúde física e mental e prevenir e tratar doenças estimulando o fluxo sanguíneo.

Michael Miller, diretor do Centro de Cardiologia Preventiva da Universidade de Maryland, que estuda a função terapêutica do riso há décadas, realizou um experimento. Consistia em assistir a filmes de diferentes gêneros. Os resultados mostraram que depois de assistir à tragédia, o fluxo sanguíneo em 14 de 20 pessoas diminuiu, e depois de assistir a comédia em 19 de 20 pessoas aumentou. A diferença no fluxo sanguíneo entre as duas emoções é superior a 50%. Pode-se perceber que o humor e a comédia fornecem às pessoas nutrientes mais benéficos e são mais propícios à manutenção de um humor positivo e otimista.

Yoga – uma atividade para a alma e o corpo
Yoga – uma atividade para a alma e o corpo

Uma atitude positiva e otimista pode reduzir a exposição das pessoas à doença. Um estudo publicado por cientistas da Universidade de Harvard na Conferência Internacional da Sociedade Respiratória Europeia de 2020 descobriu que manter uma atitude otimista e positiva em relação à vida pode ser a chave para a longevidade.

Este estudo entrevistou 70.000 mulheres ao longo de 8 anos e descobriu que aquelas que são otimistas têm um risco significativamente reduzido de morrer de doenças como doenças cardíacas, câncer e derrame. Os pesquisadores dizem que uma mentalidade positiva e otimista é mais benéfica para a saúde cardiovascular, o que pode ser porque uma visão otimista da vida pode diminuir os lipídios do sangue, reduzir a inflamação e aumentar os níveis de antioxidantes.

O humor pode dissipar a “tristeza sincera” em pacientes gravemente doentes

O humor não apenas previne a ocorrência de doenças, mas também ajuda as pessoas a lidar com situações difíceis. Cientistas noruegueses publicaram um estudo de que adultos com senso de humor tendem a viver mais do que aqueles que não têm a alegria de viver. Este fenômeno é especialmente evidente em pacientes com câncer.

Foto: Roman Samborskyi | Dreamstime

Após uma pesquisa de acompanhamento de 7 anos com aproximadamente 54.000 noruegueses, Sven Sveback, pesquisador da Faculdade de Medicina da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, publicou este relatório. O relatório mostra que quanto maior o papel do humor na vida dos pacientes, maior a probabilidade de sobreviver por 7 anos.

Entre as pessoas pesquisadas, os adultos no quartel superior com mais senso de humor tinham 35% mais chances de sobreviver do que os adultos no quartel inferior com menos senso de humor. Pessoas com um grande senso de humor têm 70% menos chances de morrer do que pessoas sem senso de humor.

Felicidade – é e você pode ser feliz
Felicidade – é e você pode ser feliz

Um engenhoso estudo japonês descobriu que os pacientes que receberam terapia do riso tiveram melhor desempenho cognitivo e ficaram menos doentes do que aqueles que não receberam. O plano específico de tratamento do riso é permitir que os pacientes assistam a um show de comédia oral tradicional japonesa uma vez a cada duas semanas, em um total de 4 vezes.

Isso ocorre porque sorrir pode não apenas estimular as células nervosas a liberar endorfinas, que podem deixar as pessoas felizes e aliviar a dor, mas também ativar as células natural killer. As células assassinas naturais eliminam impiedosamente os bandidos, como células cancerígenas, células infectadas por vírus e parasitas.

De acordo com a teoria psicanalítica de Freud, o humor tenta expressar pensamentos reprimidos de uma forma socialmente aceitável. O humor é uma afirmação de dignidade, o humor é uma expressão de abertura de espírito, uma expressão artística de otimismo e generosidade, e pode ser motivo de riso diante das dificuldades.

Pode influenciar efetivamente o comportamento de saúde das pessoas

Recentemente, o Australian-New Zealand Journal of Public Health publicou uma revisão sistemática online de estratégias baseadas em humor para abordar as prioridades de saúde pública. A pesquisa mostrou que o humor pode ser eficaz em influenciar o comportamento saudável das pessoas.

Foto: Dtvphoto | Dreamstime

Esta revisão sistemática analisa 13 estudos nos últimos 10 anos que usam o humor para transmitir mensagens sérias sobre temas como saúde mental, autoexame de câncer de mama, câncer de pele e abuso de álcool.

O objetivo é tornar a informação do medo fácil de aceitar. O humor, se usado corretamente, pode atuar como um amortecedor emocional e remover alguns dos medos, transmitindo informações potenciais ao público-alvo e influenciando seu comportamento e atitudes.

Afirmações – coloque-se na afirmativa
Afirmações – coloque-se na afirmativa

Demonstrou-se que o humor atrai a atenção, reforça a memória e se relaciona positivamente com as mensagens publicitárias. Os pesquisadores afirmam que o humor pode ser usado como ferramenta para estimular o diálogo e a troca para que as pessoas possam absorver melhor as informações sobre prevenção em saúde pública e formar seus próprios hábitos de comportamento saudável.

A infância é a melhor época para desenvolver o senso de humor. Recentemente, um pesquisador da Universidade de Bristol, no Reino Unido, descobriu que o senso de humor de uma pessoa se desenvolve nos primeiros anos de vida. Os bebês aprendem a apreciar o humor entre 1 e 2 meses, e 50% dos bebês começam a mostrar senso de humor aos 11 meses. Aos 3 anos, ele pode dizer coisas engraçadas. Nutrir o humor é muito importante nos primeiros quatro anos de vida. Dada a importância do humor na vida, os pais podem usá-lo na educação desde cedo.

O humor ajuda a viver não apenas para viver uma vida divertida, aliviar a depressão e fazer as pessoas olharem para a vida e para as pessoas com sol, mas também ajuda a eliminar a hostilidade, reduzir o atrito e acalmar o humor. O humor é um “massagista” espiritual e uma vitamina da longevidade.

1
Contente Participação